...o meu "sketchbook"... o meu bloco de notas... o meu eu...

13
Jun 10

Eu não sei ler, escrever nem amar.

Não me conheces nem nunca ouviste de falar

De mim, que ando desaparecido em tempos

Repartidos pelos sete ventos.

 

Às vezes, quando passas por mim

Apressado, assim

Como se te fosse indiferente,

Sinto-me demasiado independente.

 

"Não vale a pena", penso eu,

"Não sou nada nem mereço sê-lo".

E sento-me na primeira calha que encontrar;

Parar e apreciar

 

Do que a vida tem de menos mau.

Um dia descobrirei a nau

Que me navegará pela razão

De tudo isto. Senão,

 

A calha já se familiarizou,

Com aquilo que penso, sinto e sou.

Há quem diga que vou errante.

Eu prefiro dizer que sou amante.


01
Mai 09

Solidão...

Aquilo de estar tão só...

De me sentir marginalizado,

tão excluído,

tão...uniformizado!

 

Ahh!...

É o negócio de se estar isolado

consigo próprio,

fazer companhia ao ego.

Fazer-me de cego,

quando o mundo me acena,

e ao ópio do amor eu nego.

 

E quando sinto aquela dor?

Aquela revolta da indiferença,

quando começo a esticar os braços

e passam, crus,

olhando só à aparência?

 

Sim, os traços...

Ouço os "bééh-és",

ouço os "muu-us" de toda a gente,

quando ignoram que a vida é feita de linhas.

Linhas de seda, lã, tecido, whatever...

Traços entrecruzados aleatoriamente;

E sublinho: ao acaso...

 

Mas no fundo,

dá-me vontade de rir...

É que estes traços só tem um poder,

um propósito, uma razão de ser...

 

Partir

By... PalavraPuxaPalavra às 15:30
para ler ouvindo: o silêncio
tags:

quantos cá passaram...
track visits
Game Rental Services
quantos cá passaram...
track visits
Game Rental Services
últimas palavras

Alguém

Solidão

Ouvir e Ler....


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

palavras passadas
procurar neste bloco
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30